Forte de Tiracol

Forte de Tiracol

O forte de Tiracol está situado num enclave, no ponto mais nortenho do estado de Goa, separada do resto do território pelo Rio Tiracol. Acessível via terrestre por norte, pelo estado de Maharastra, o ferry é uma alternativa para quem vem de sul, de Querim.
O forte com a igreja no interior
O forte fica numa pequena colina e ao sopé desta situa-se a pequena aldeia piscatória de Tiracol com a sua população totalmente cristã. O forte foi recentemente renovado e aloja o Hotel Tiracol Fort Heritage com 10 quartos e um restaurante. De tamanho muito reduzido, este forte é contudo de longe o mais bem conservado de Goa, e dali se tem magníficas vistas sobre o Mar Árabe, o rio e a praia de Querim.

Vista do forte

História

Construída originalmente pelos Bhounsolos, foi conquistada pelos portugueses em 23 de Novembro de 1746, pelo vice-rei D. Pedro Miguel de Almeida e Portugal, marquez de Castello Novo. Este mandou construir no seu interior uma capela que no século XIX foi elevada a igreja e dedicada a St.º António.
Em 1835, pouco depois da revolução liberal em Portugal foi nomeado o primeiro governador goês na história da Índia Portuguesa. Bernardo Peres da Silva no entanto nem chegou a ocupar o seu posto, devido a um contra-golpe que o derrubou. O muro da parte lesteOs seus apoiantes, reunidos no Forte de Tiracol foram atacados pelo governador militar Fortunato de Mello e assassinados.
Em 17 de Fevereiro de 1819 o tratado assinado pelo Rajá Bhounsoló reconhecia a autoridade britânica nos seus domínios, e assim retirou a importância estratégico-militar do forte. Já nos finais dos anos 50 o forte voltou a ganhar importância pelas constantes incursões de “combatentes da liberdade” indianos que por poucas horas o ocupavam e lá içavam a bandeira indiana.