Forte de Gaspar Dias

O forte de Gaspar Dias está situado exactamente do lado oposto, do outro lado do rio, ao Forte de Reis Magos, perto da cidade de Panjim, no concelho de Tiswadi. Este lugar chama-se hoje Miramar e do forte não existe mais nada, a não ser alguns canhões. É um lugar bastante frequentado por turistas indianos e tem uma pequena praia fluvial.
O forte visto por A. Mendes no século XIX

História

O forte de Gaspar Dias foi mandado construir pelo conde da Vidigueira, D. Francisco Gama, no ano de 1598, com o propósito de defender a foz do Rio Mandovi. Continha 18 peças de artilharia. Numa revolta militar em 4 de Março de 1835, por ocasião da restauração do trono da rainha e da carta constitucional em Portugal, houve um motim neste forte e este foi parcialmente destruído. Em 1842 este foi reconstruído pelo governador interino José Joaquim Lopes da Lima.

As peças de artilharia que eram originárias deste forte estão hoje espalhadas pelos mais diversos edifícios governamentais na capital.
Um dos cnahões antigos, hoje no Campal a "guardar" a foz do Rio Mandovi