Forte de Banastarim ou S. Tiago

Este forte é dos mais antigos em Goa e não tenho informações quanto à presente conservação deste forte. Localizava-se na ponta oriental da cidade de Goa (Velha Goa), a caminho do canal de Combarjua e na sua margem direita. Certos guias mostraram-me uns murais lateríticos na aldeia de Banastari, mas é duvidosos que se trate do antigo forte. Contudo esta zona é de rara beleza e vale a pena uma visita.

O castelo no séc. XIXHistória

Esta praça foi conquistada ao Hidal-Kan por Afonso de Albuquerque em 2 de Abril de 1512 e foi baptizada de Fortaleza de São Thiago. A fortaleza é de origem moura e a Igreja de S. Tiago construída em 1541, já no século XIX estava em ruínas. Há algumas referência curiosas a este forte no passado. Falando desta fortaleza, o Marquês de Pombal, nas Instruções que em nome do rei D. José deu ao governador e capitão geral da Índia em 1774 diz: Ha na fortaleza de S. Thiago dezeseis peças, e
uma d’ellas do genero de canhão de disforme grandeza.

Também referindo-se a este grande canhão o secretario Claudio Lagrange Monteiro de Barbuda já no século XIX dizia: Mas ainda estava assestado em 1839, sobre os restos de um baluarte désta fortaleza, provavelmente construida pelos mouros, esse canhão de não tão disforme grandeza, como dizem as Instruções, (…). Alguns escriptores lhe dão o nome de mourisca, talvez por ser obra dos mouros.

A bombardeira ou o canhão